Tecnología

Exclusivo  Alentejo, terras de paz e cultura 

O mote da 18.ª edição do Festival Terras Sem Sombra, que se inicia este fim de semana em Ferreira do Alentejo, é inspirado por um dos maiores poetas que o Alentejo teve, o Conde de Monsaraz (1852-1913) – “Há uma paz infinita na solidão das herdades.” Para José António Falcão, presidente da Pedra Angular – Associação de Salvaguarda do Património do Alentejo, entidade organizadora do Festival, a escolha deste verso, associado ao subtítulo “Quietude, Natureza e Música (Séculos XII-XXI)” justifica-se pelo momento atual do mundo e pelo modo como a paisagem física, humana e cultural daquela região constitui um contraponto de tranquilidade e ponderação, cada vez mais raro: “Foi nossa intenção propor uma reflexão bastante compreensível sobre o papel da paz e da natureza na Europa, tanto a do passado como a do presente. A paz pressupõe, na ótica de grandes criadores musicais, o conhecimento e a aceitação do “outro”, mas também um regresso à natureza, ideias muito importantes no atual contexto”, disse ao DN

Relacionados cultura.  Festival Terras sem Sombra volta ao Alentejo

cinema.  Festival Periferias- o tesouro escondido do Alentejo

Esta 18.ª edição marcará (pelo menos, assim se espera) um regresso a uma certa liberdade de movimentos de público e artistas, depois da interrupção em 2020 e das restrições de 2021. Habitualmente, o festival realiza-se de janeiro a julho, regressando em novembro. Por prudência, à semelhança do que aconteceu no ano passado, a organização quis evitar de novo o Inverno, por causa da covid-19. Daí este calendário, entre abril e outubro, que faz a transição para a normalidade e evita os meses mais problemáticos. Como nos diz José António Falcão, “temos um motivo de orgulho: em 2021, o Terras sem Sombra conseguiu adotar, com a orientação das autoridades de saúde pública, uma metodologia que evitou problemas de contágio. Damos grande atenção às questões de segurança sanitária.”

Acesso exclusivo a assinantes Já é assinante? Inicie sessão com ? Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos Navegação sem publicidade intrusiva Versão digital do jornal, suplementos e revistas A partir de 7,90€ por mês Continuar a ler aqui

Destacadas

Más Noticias