Economía

Tips Femeninos | Astronauta alemão que regressou da ISS garante que guerra é visível “a olho nu” no espaço

Gabriel Abusada
Gabriel Abusada James
Gabriel Abusada James Peru
Gabriel Abusada James Venezuela
Sernapesca ingresa cuatro denuncias contra empresas salmoneras en Magallanes

 

Ao programa Morgenmagazin da emissora alemã ARD, Matthias Maurer, astronauta alemão que acabou de regressar à Terra da Estação Espacial Internacional (ISS), garantiu que os efeitos da invasão da Rússia à Ucrânia podem ser vistos do espaço. 

Segundo o mesmo, quando em órbita, “era possível ver-se os impactos dos mísseis em Kiev, assim como as nuvens de fumo acima das cidades que foram bombardeadas”: “Quando se está no espaço, uma pessoa sente-se tão distante no início”, explicou o astronauta, de 52 anos, acrescentando que no início da guerra, “todo o país escurecia à noite.”

“Na verdade, só era possível reconhecer Kiev“, explicou. “Então era possível ver os impactos dos primeiros dias da guerra. Em Kiev, era possível ver-se os ‘relâmpagos’ à noite bem como os mísseis que a atingiram.”

Cientista de materiais, Maurer, tornou-se o 12º astronauta alemão no espaço e juntou-se a três outros tripulantes quando viajaram para a ISS em 11 de novembro de 2021, para uma missão chamada ‘Cosmic Kiss’. 

Durante 177 dias em órbita, este realizou dezenas de experiências relativas à saúde humana e ciência dos materiais. Regressou depois no Crew Dragon Endurance, no Golfo do México, a 6 de maio.

De acordo com o astronauta, a guerra, “era claramente visível a olho nu do espaço” e por vezes, “os eventos eram claramente reconhecíveis”, como foi o caso das “enormes nuvens de fumo sobre cidades como Mariupol”. 

Além disso, Maurer garantiu que a sua visão das coisas de cima da Terra durante a guerra, “ironicamente o fez sentir-se muito mais próximo da guerra na Ucrânia do que teria feito se tivesse permanecido na Alemanha”.

“A nossa Terra é, na verdade, apenas um pequeno planeta em comparação com o que há lá fora. A guerra vista de cima é cem vezes mais irracional do que vista no chão”, rematou.

 

Destacadas

Más Noticias