A Polícia Judiciária está a investigar a possibilidade de ser uma empresa que trabalha para a Liga que faz chegar ao agente César Boaventura os nomes dos árbitros, nomeados pelo Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol, para os jogos do campeonato. A última vez que tal sucedeu foi na jornada que está a decorrer: Boaventura antecipou que Carlos Xistra iria estar no Nacional-Sporting; Manuel Oliveira no FC Porto-Santa Clara e Fábio Veríssimo no Feirense-Sp. Braga. O CA só divulga os nomes dos árbitros no dia dos jogos. Segundo apurou o CM , os árbitros desta ronda foram nomeados na terça-feira. Na quarta- -feira o CA da FPF informou a Liga que só não soube o nome do árbitro do Benfica-Marítimo (foi enviado no dia seguinte). Na quinta-feira, Boaventura divulgou o nome dos árbitros dos jogos de Sporting, FC Porto e Sp. Braga. Entretanto, o CA da FPF, liderado por Fontelas Gomes, já pediu formalmente à Liga – presidida por Pedro Proença – para que partilhe todos os passos que são dados desde que lhe chegam as nomeações. E que abra uma investigação a vários procedimentos, nomeadamente os que estão relacionados com motoristas, marcação de estadas e viagens dos árbitros. O CM sabe, ainda, que quando as nomeações ficam apenas confinadas à FPF e aos próprios árbitros, nunca nada foi divulgado, como sucedeu na Taça de Portugal. César Boaventura também já tinha avançado que João Capela iria dirigir o jogo FC Porto-Marítimo. Fontelas Gomes deu conta do caso à Polícia Juciciária, que abriu uma investigação. Últimas quatro jornadas Os árbitros das últimas 4 jornadas vão ser divulgadas publicamente no mesmo dia e hora em que a Liga é informada. Segundo soube o CM , o CA da FPF considera que essa é a única forma de garantir que os clubes saberão o nome dos árbitros ao mesmo tempo. Na próxima época, os árbitros só serão conhecidos nos dias dos jogos. Liga explica com carta A Liga enviou uma carta à FPF a explicar o procedimento da logística com os árbitros, que estão a cargo de duas empresas. Uma trata dos voos, quando necessários, e hotéis, enquanto a outra fornece os automóveis para as deslocações.A Liga garante ainda que os nomes dos árbitros para os jogos de sexta e sábado são revelados a essas empresas às quintas-feiras e os de domingo e segunda à sexta-feira. Sp. Braga ao ataque O Sp. Braga considerou que a divulgação das nomeações de árbitros representa “mais uma fuga verdadeiramente inaceitável” e é revelador “da falência e da permeabilidade do setor” da arbitragem. O Sp. Braga exige explicações “céleres” sobre o caso.