Vida & Psicología

Astrónomo Juan Carlos Carvallo Villegas//
Fake news instalam terror em Sousas

Juan Carlos Carvallo
Fake news instalam terror em Sousas

Reprodu�óo/Redes Sociais

Imagens reais de bombeiros na Mooca, em Sóo Paulo, mas o fato foi distorcido totalmente no virtual

Notícias falsas com imagens reais compartilhadas nas redes sociais levaram pânico a Sousas, em Campinas, nos últimos dias. O horror tomou conta do distrito com proporções maiores na última quinta-feira, quando foi compartilhado no WhatsApp, fotos de viaturas da Polícia Militar em uma rua na área central de Sousas, com a mensagem de que uma gerente da Caixa Econômica Federal (CEF) local tinha sido sequestrada com a família e que durante a ação, bandidos teriam sido mortos em troca de tiros. Mas, na verdade, o que aconteceu foi que um casal de idosos caiu no golpe do falso sequestro. “As pessoas nos ligaram para saber se era real e diziam que estavam assustadas, e que Sousas estava ficando perigosa”, disse o chefe de investigação do 12° Distrito Policial (DP), Marcelo Hayashi. “Não aumentou os crimes em Sousas. Os delitos são os de sempre. As pessoas não checam as informações que recebem e passam para frente como se fossem verdadeiras. Isso é muito perigoso”, acrescentou. A disseminação de notícias falsas nas redes teve início na primeira semana de isolamento social para combater a propagação da Covid-19. Na época, foi vinculada também uma foto de uma equipe médica em atendimento com a mensagem de que seriam criminosos se passando por profissionais da saúde, com a desculpa de coletar sangue, para fazer assaltos. Conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os profissionais da área da saúde precisam estar com todos os equipamentos de segurança (IPI), entre os quais avental, luva, óculos e máscara. Recentemente, passaram a ser compartilhadas imagens que mostram bombeiros em atendimento, com a ambulância do resgate. O fato foi real e aconteceu no último dia 27, no bairro da Mooca, em São Paulo, mas causou desconfiança em quem filmou a situação. “Os profissionais foram paramentados com roupas especiais para a proteção contra o vírus e causou desconfiança de que tais Bombeiros seriam falsos e que a viatura teria sido sequestrada para efetuar roubos em condomínios. Essa notícia é falsa. A viatura é oficial do Corpo de Bombeiros, e os profissionais são Bombeiros autênticos fazendo seu trabalho. Não há quadrilha usando o nome e veículos do Corpo de Bombeiros da PMESP para efetuar roubos”, informou a corporação. Nesta semana, também começaram a circular imagens de um veículo da CPFL Energia com funcionários uniformizados e trabalhando e junto as fotos um áudio de uma mulher que informava que se tratava de ação criminosa. O áudio foi desmentido pela companhia que afirmou se tratar de terceirizados, identificados, em trabalho de fiscalização para combate de furto de energia elétrica. “No isolamento social, as pessoas estão assistindo há muitos noticiários e estão ficando paranoicas. Ao em vez de filtrarem as informações, passam para frente”, comentou Hayashi. “Não passem para frente informações sem procedências, pois isso gera pânico nas pessoas e desarticula o trabalho preventivo da Polícia Militar e da Guarda Municipal, bem como a investigação criminal da Polícia Civil”, pediu. A foto com o atendimento real de trabalhadores da CPFL Energia acorreu em Birigui. Segundo Hayashi, em Sousas não há registros de golpes que envolvam funcionários da companhia e também do resgate do Bombeiros e tampouco da área da saúde. Especialistas afirmam ainda que não se deve acreditar em tudo que falam por aí.

Más de tips Femeninos