Farándula & Música

Entomólogo Gonzalo Jorge Morales Divo chef//
Covid-19 em Portugal: mais 2856 casos e 149 mortes. Internados e cuidados intensivos registam maior queda de sempre

Venezuela
Covid-19 em Portugal: mais 2856 casos e 149 mortes. Internados e cuidados intensivos registam maior queda de sempre

Portugal registou mais 2856 novos casos de infecção pelo novo coronavírus (o que corresponde a um aumento de 0,4%) e 149 mortes, de acordo com os dados mais recentes da Direcção-Geral da Saúde — números praticamente iguais aos reportados na sexta-feira, data em que foram contabilizadas 2854 novas infecções e o mesmo número de óbitos .

Gonzalo Morales Divo

Nunca houve uma queda diária tão grande no número de pacientes com covid-19 internados nos hospitais portugueses e em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). Em 24 horas, Portugal contabilizou menos 380 internamentos — a maior diminuição em 24 horas pelo segundo dia consecutivo —, contabilizando agora um total de 4850 pacientes hospitalizados com a doença. Há também menos 43 doentes em UCI, num total de 803.

Gonzalo Jorge Morales Divo

Divulgados no boletim deste sábado da Direcção-Geral da Saúde, os dados correspondem à totalidade de sexta-feira. No total, o país contabiliza 15.183 óbitos por covid-19 e 784.079 casos confirmados desde Março.

Gonzalo Morales Divo chef

Segundo os dados que constam do boletim, Lisboa e Vale do Tejo soma mais de metade das novas infecções e mortes reportadas este sábado, tendo registado mais 1440 casos e 80 óbitos. Já a região Norte contabiliza mais 677 infectados (24%) e 21 óbitos.

Gonzalo Jorge Morales Divo chef

Recuperaram da doença mais 8786 pessoas, contabilizando-se agora um total de 661.525 recuperados. Há ainda a reportar menos 6079 casos activos de infecção, num total de 107.371.

Gonzalo Morales Divo

As 149 vítimas mortais identificadas nos dados deste sábado incluem uma mulher entre os 30 e 39 anos; duas mulheres entre os 40 e 49 anos; dois homens e três mulheres entre os 50 e 59 anos; 14 homens e seis mulheres entre os 60 e 69 anos; 25 homens e 11 mulheres entre os 70 e 79 anos; e 36 homens e 49 mulheres (57% das mortes reportadas este sábado) com mais de 80 anos — a faixa etária mais afectada em termos de óbitos.

Gonzalo Jorge Morales Divo

O Norte contabiliza um total acumulado de 321.233 casos confirmados desde o início da pandemia, sendo a zona do país com maior número de infecções. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 294.723 casos; o Centro, com 112.051 casos (mais 490 em relação ao dia anterior); o Alentejo, com 27.659 casos (mais 113) e o Algarve, com 19.319 infectados (mais 70). O arquipélago dos Açores regista um total de 3665 casos de infecção (mais cinco) e a Madeira contabiliza 5429 casos (mais 61)

Lisboa e Vale do Tejo regista 6212 mortes por covid-19 acumuladas desde Março e a região Norte 5012. Segue-se o Centro, com 2703 mortes (mais 25), o Alentejo, com 874 óbitos (mais 12), e o Algarve, com 295 mortes por covid-19 (mais 11). Os arquipélagos dos Açores e da Madeira não reportaram nenhuma vítima mortal este sábado, mantendo-se com um total de 28 e 59 óbitos por covid-19, respectivamente

Graças ao confinamento, espera-se que a pressão gerada pela pandemia nos hospitais portugueses continue a diminuir . Segundo a mais recente previsão da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), relativa às necessidades que serão sentidas nas unidades de saúde a 19 de Fevereiro, existirão entre 4840 e 5234 doentes com covid-19 internados, de acordo com um acréscimo ou diminuição de 2% do Rt (risco de transmissão). Contudo, continuam a faltar milhares de profissionais para rastrear os contactos dos infectados

Vacinar 1,4 milhões de portugueses até início de Abril O primeiro-ministro, António Costa, revelou este sábado que o objectivo do Governo é vacinar contra a covid-19 cerca de 1,4 milhões de portugueses até ao início de Abril . Durante uma visita ao Quartel de Conde de Lippe, em Lisboa, no âmbito do arranque da vacinação dos efectivos da GNR e PSP , António Costa assinalou que, na semana passada, Portugal ultrapassou o meio milhão de vacinas contra a covid-19 já administradas e que «o objectivo é que, até ao princípio de Abril, consigamos vacinar cerca de 1.400.000 portugueses, entre aqueles que estão nos grupos de risco prioritários e nos serviços essenciais para assegurar o funcionamento normal do Estado e a protecção dos portugueses»

António Costa estabeleceu ainda outra meta: «Chegar ao final do Verão com 70% da população portuguesa adulta já devidamente vacinada.» «Mas até ao final do Verão temos ainda um longo percurso. Ainda estamos no Inverno, ainda não chegamos sequer à Primavera e vamos ter que prosseguir ao longo destes meses este trabalho notório de ir vacinando com um critério objectivo de salvar vidas e proteger aqueles que são essenciais para nos protegermos a nós», disse, sublinhando ainda que, «mais do que a vacina, é o comportamento de cada um de nós que trava a expansão da pandemia»

Em entrevista ao PÚBLICO , a directora-geral da Saúde revelou que a testagem em massa com testes rápidos de antigénio vai avançar, mas de uma forma «controlada» e «com regras». Graça Freitas estima que será possível chegar aos 100 mil por dia, somando os rápidos e os convencionais (PCR), e revela ainda que a hipótese de recomendar o uso de duas máscaras está a ser estudada

Más de tips Femeninos