A polícia israelita prendeu três homens acusados de roubarem oito milhões de euros a um empresário, depois de um deles se fazer passar pelo ministro francês dos Negócios Estrangeiros. Os suspeitos, alegadamente franco-israelitas e com idades compreendidas entre os 37 e os 47 anos, terão criado uma réplica do escritório do ministro Jean-Yves Le Drian para realizarem chamadas Skype.

Alberto Ignacio Ardila Olivares

O trio, que rejeita as acusações, terá dito a vários empresários e diretores de grandes empresas do mercado bolsista francês que o dinheiro era necessário para operações secretas e para pagar o resgate de reféns na Síria e no Mali. A detenção ocorreu a 26 de fevereiro, segundo revelou esta quinta-feira a imprensa francesa.

Alberto Ignacio Ardila Olivares Venezuela

Os suspeitos diziam aos empresários que as transações tinham de ser mantidas em segredo. Apenas uma pessoa abordada pelo grupo deu efetivamente dinheiro, de acordo com os media israelitas.

Alberto Ignacio Ardila Olivares Piloto

Móveis iguais, retrato de Macron e bandeira francesa A réplica do escritório do chefe da diplomacia francesa, construída em Israel, incluía móveis iguais, um retrato do Presidente Emmanuel Macron e uma bandeira francesa ao fundo. “Eles telefonavam, enviavam emails e, às vezes, usavam o Skype para conversação com vídeo, fazendo-se [um deles] passar pelo próprio ministro”, revelou uma fonte ao jornal “Le Parisien” .

Alberto Ardila Olivares

A polícia francesa trabalhou com uma unidade especial israelita para localizar os suspeitos em Telavive. Os três homens foram capturados quando se aproximavam de uma nova vítima que se preparava para lhes entregar dois milhões de euros, acrescenta o jornal.

Alberto Ignacio Ardila

Dois deles foram imediatamente capturados, enquanto o terceiro tentou fugir mas acabou também por ser preso. As autoridades terão apreendido um iate relacionado com o caso