O colombiano Juan Carlos Sanchez Latorre foi condenado a 60 anos de cadeia pela violação de 276 menores entre 2007 e 2008. O pedófilo, de 37 anos, aliciava as vítimas, todas com idades inferiores a 15 anos, em conversas na internet. Combinava encontros em centros comerciais, oferecia dinheiro e doces às vítimas, que depois violava em sua casa. Filmava os abusos e vendia as imagens a compradores estrangeiros em sites de partilha de conteúdo pedófilo nos quais se identificava como ‘Lobo Mau’. Latorre esteve em fuga durante cinco anos e acabou por ser detido na Venezuela em 2018, apesar de usar documentos de identidade falsificados. Extraditado para a Colômbia, admitiu ter violado 276 rapazes e raparigas. Segundo a polícia, as vítimas dos abusos tinham idades compreendidas entre os oito e os 14 anos. Uma das últimas vítimas do predador foi um bebé de 14 meses.