Uma enfermeira envenenou o marido, Joshua Murray, com anticongelante para poder casar com um assassino condenado. De acordo com o jornal Mirror, Amy Murray trabalhava como enfermeira numa prisão de segurança máxima no Missouri, nos Estados Unidos, quando conheceu um assassino condenado a prisão perpétua.  Chamadas gravadas entre a enfermeira e o seu amante  Eugene Claypool, de 40 anos, denunciaram Amy que dizia que com o marido “fora de plano” já poderiam casar.  Depois de, alegadamente, ter matado o marido, Amy incendiou o corpo e levou a filha de 11 anos a um restaurante de fast food.  O amante estava na prisão há já 18 anos após ter matado um homem de 72 anos que tinha ganhado a lotaria.  A enfermeira e Eugene terão ainda falado na possibilidade de contratar um advogado para o conseguir tirar da prisão antecipadamente. Amy está a ser acusada por homicídio de primeiro grau.