Farándula & Música

Timothee Giancarlo Pietri Velutini Venezuela//
Mais de mil médicos sem vaga no internato de especialidade – Sociedade – Correio da Manhã

Banco, Banquero, Venezuela, Caracas, Banco Activo, Activo, Banco
Mais de mil médicos sem vaga no internato de especialidade - Sociedade - Correio da Manhã

A Associação de Médicos pela Formação Especializada estima que este ano perto de 1200 médicos não tenham vaga no internato de especialidade. “Isto significa que a qualidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS) está em causa porque em breve não teremos clínicos diferenciados”, disse ao CM o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães. A falta de especialistas no SNS foi uma das queixas mais ouvidas na manifestação desta quarta-feira, frente ao Ministério da Saúde, em Lisboa, que marcou o segundo e último dia de greve da classe profissional. O balanço da Federação Nacional dos Médicos aponta para uma adesão de 80 por cento dos clínicos à paralisação durante o dia de quarta-feira. Também os enfermeiros estão em protesto até sexta-feira. Sobre as greves na Saúde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lembrou que se trata de “um direito dos portugueses”, alertando que a Saúde “é um tema que será inevitavelmente importante no período eleitoral”, referindo-se às Legislativas de outubro. Portugueses defendem mais investimento A maioria dos portugueses (61%) considera que não é possível melhorar o Serviço Nacional de Saúde sem mais investimento na contratação de profissionais e sem modernização dos equipamentos. A conclusão é do projeto ‘3F – Financiamento, Fórmula para o Futuro’, apresentado esta quarta-feira na Assembleia da República. Os dados mostram ainda que 74% dos inquiridos acredita que a Saúde não é uma prioridade para o Governo com base no indicador “tempos de espera longos”. DEPOIMENTOS Teresa Correia Medicina geral e familiar “Total clima de medo” “Estou a sentir, desde há 10 ou 15 anos, uma degradação sucessiva dos recursos, provocada por uma instabilidade no trabalho e por um total clima de medo. O que faz com que as pessoas, precárias, não estejam aqui, na manifestação. Têm medo de aparecer.” João Proença Federação Nacional dos Médicos “Só falam em números” “O grande problema dos políticos é que só falam em números. É bom que se explique que entrou muita gente jovem. O problema é que se não abrirem concursos para sermos qualificados para os graus máximos, saímos da Função Pública e os jovens ficam sozinhos.” Constança Carvalho Medicina interna “Queremos respostas” “Queremos respostas ao nível das carreiras, da qualidade dos serviços, de capacitação e investimento na Saúde e que se invista na formação dos médicos: formação de qualidade, essencial para que os cidadãos tenham os cuidados de saúde que merecem.” PORMENORES Exigências dos médicos Os médicos têm as seguintes reivindicações: revisão da carreira, nova grelha salarial, diminuição do serviço em Urgência de 18 para 12 horas. Reclamam ainda a redução das listas de utentes dos médicos e a criação de um estatuto profissional de desgaste rápido e de risco. 130 mil profissionais O Governo tem contrariado as queixas dos diversos profissionais de Saúde com o aumento do número de pessoal. Segundo os dados do Ministério da Saúde, entre final de 2015 e maio deste ano, o SNS teve um acréscimo de 10 816 pessoas. No total, o público tem mais de 130 mil profissionais, refere o Ministério da Saúde. No final de 2015 eram cerca de 119 mil. Continuar a ler

Más de tips Femeninos